TENNIS

O tênis em cadeira de rodas é um esporte paraolímpico praticado por cadeirantes cuja deficiência seja a perda dos membros ou a incapacidade de utilizá-los para locomoção. Utiliza as mesmas quadras do tênis convencional utilizando as mesmas regras com pequenas adaptações. Leia mais curiosidades sobre o tenis ao final desta pagina….

A atleta Samanta Bullock, nascida no dia 14 de agosto de 1978 na cidade de Osório/RS, morou até os seus 21 anos na cidade de Capão da Canoa, litoral gaúcho, vindo, posteriormente, a morar em Porto Alegre por 3 anos.

Filha de Aloísio Almeida e Sandra Almeida, teve uma infância tranqüila com sua família, parentes e amigos. Iniciou no tênis aos seus 10 anos, com o apoio de toda a família, que sempre participou e deu grande incentivo e apoio nos torneios locais. Chegou a ser a número um de sua cidade na categoria infantil. Aos 14 anos ficou paraplégica em função de um acidente com arma de fogo, onde teve uma lesão incompleta T12 L1, o que a fez abandonar a prática do tênis. Nessa idade participou de vários eventos, desde o grupo de Jovens Vicentinos a campanhas políticas onde estava sempre junto de seu pai que na época era vereador.

Atualmente vive na Inglaterra e esta desenvolvendo varios trabalhos, entre eles ajudar as criancas cadeirantes e novos jogadores de paises em desenvolvimento.

**********************************************

Entrevista para o Jornal Na Luta nº 12 – http://www.calameo.com/books/000003862eec8ef50a6d7

Curiosidades e regras do tênis em cadeira de rodas

O tênis em cadeira de rodas é um esporte paraolímpico praticado por cadeirantes cuja deficiência seja a perda dos membros ou a incapacidade de utilizá-los para locomoção. Utiliza as mesmas quadras do tênis convencional utilizando as mesmas regras com pequenas adaptações.

A maior diferença da regra adotada neste esporte é a que a bola deve quicar duas vezes antes de ser rebatida, podendo o segundo quique ocorrer fora das linhas da quadra. A mesma regra é válida para os saques, que podem ser realizados por outra pessoa se a deficiência do jogador impeça a realização deste. Durante o jogo o jogador não pode deixar o assento de sua cadeira de rodas, sendo ela considerada parte do corpo do jogador.

O esporte foi criado por Jeff Minnenbraker e Brad Parks nos Estados Unidos em 1976, sendo o primeiro campeonato organizado no ano seguinte.[1] Em 1981 foi fundada a WTPA (Wheelchair Tennis Player Association) para regular o novo esporte. Em 1981 foi incluído nas paraolimpíadas de Seul em caráter de exibição passando a valer medalhas a partir de 1992 em Barcelona.

No Brasil o pioneiro do esporte foi José Carlos Morais que o trouxe para o país em 1985, participando da delegação paraolímpica brasileira que representou o pais das paraolimpíadas de Atlanta em 1996.

Apesar de contar com poucos praticantes, o tênis em cadeira de rodas é encarado de forma séria por muitos tenistas e o País conta com um ranking nacional e um circuito anual.O esporte é difundido em mais de 70 países e o grau de profissionalismo é tão grande que as premiações dos torneios já alcançam a cifra de US$ 700 mil por ano no circuito profissional.